Tudo que você precisa saber sobre o March Madness

A fase mais legal de se assistir no basquete universitário já está em andamento neste ano! Trata-se do March Madness, que representa a fase final da NCAA (National Colegiate Athletic Assiociation). Universidades do país inteiro — umas conhecidas, outras não — se enfrentam em estilo mata-mata, em jogo único, para decidir quem vai avançando de fase até a grande final.

E a seguir, explicarei tudo que você precisa saber para acompanhar as tão populares loucuras de março, que apesar do nome, também se estendem até o começo de abril. Confira!


Regulamento

Ao todo, 68 universidades se classificam para o March Madness. Os classificados são os campeões de cada uma das 32 conferências e as 36 vagas restantes são preenchidas pelos melhores colocados segundo um ranking realizado por um comitê, composto por diretores esportivos universitários.

Os 8 piores desses 68 classificados realizam uma fase preliminar, em que 4 são eliminados. Assim, as 64 equipes restantes são classificadas regionalmente em Leste, Oeste, Sul e Meio-Oeste, com cada região contendo 16 times. Assim, as universidades são novamente classificadas, dessa vez da melhor equipe (1) para a pior equipe (16).

Assim, na primeira rodada, o melhor de uma região X enfrenta o pior dessa mesma região X, o segundo melhor enfrenta o segundo pior, e assim vai. Na segunda rodada, os classificados voltam a jogar a partida única, ainda entre universidades da mesma região, e quem vencer avança para o Sweet-16.

O Sweet-16 é a semifinal regional, em que sobraram 4 equipes de cada região. Quem vencer se classifica para o Elite-8, as finais regionais, e quem vencer é nomeado o campeão de cada região. Esses campeões se classificam para o famoso Final Four, que são as semifinais da NCAA. Os vencedores se garantem na final e, claro, quem vencer é o grande campeão do torneio.

Exemplo de chaveamento do Madness. Foto: The Henchinger Report

Por que esse modelo é tão popular?

Esse modelo faz tanto sucesso nos EUA justamente pela imprevisibilidade dos resultados. A falta de experiência dos atletas, o desconhecimento da existência de algumas universidades e o fator jogo único contribui para inúmeras zebras ao longo da competição, e por isso, é quase impossível adivinhar todos os vencedores dos confrontos.

Pela dificuldade extrema de acertar todos os vencedores, o March Madness se tornou um dos maiores centros de apostas esportivas dos Estados Unidos. Para se ter uma noção, espera-se que 47 milhões de norte-americanos apostem algum dinheiro no Madness em 2021, só ficando atrás apenas do Super Bowl em número de apostadores.

Foto: Safest Betting Sites

Além disso, o fato de haver vários jogos simultaneamente do começo da tarde até o fim da madrugada, sobretudo nas fases iniciais, entusiasmam o expectador. Até por isso chamamos o evento de March Madness — loucuras de março, em português —, por ser uma chuva de jogos em poucos dias do mês de março.


Universidades mais tradicionais

As universidades mais famosas do público são aquelas que chegaram mais ao Final Four e/ou conquistaram mais títulos da NCAA. Vou começar falando das duas que formam a maior rivalidade do basquete universitário americano: North Carolina Tar Heels e Duke Blue Devils. As duas equipes possuem as suas arenas a apenas 18km de distância uma da outra, e acumulam somadas 36 idas ao Final Four — 20 para NC e 16 para Duke — e 11 títulos da liga — 6 para NC e 5 para Duke.

Duke, treinada pelo renomado Mike Krzyzewski — o Coach K — tem Christian Laettner como maior jogador de sua história, contendo passagens recentes de grandes estrelas da NBA atualmente, como Kyrie Irving, Zion Williamson e Jayson Tatum. Já North Carolina tem Tyler Hansbrough como o seu GOAT (Graetest of All Time), tendo as lendas do basquete Vince Carter e Michael Jordan jogando por lá antes de ingressarem na NBA.

Jayson Tatum posterizando Kennedy Meeks em um mais um clássico entre Duke e North Carolina. Foto: Avery Praxl/Pinterest

Ainda citarei aqui mais duas universidades, que coincidentemente possuem 17 idas ao Final Four cada: Kentucky Wildcats e UCLA Bruins. A primeira possui 8 títulos da NCAA, tem como seu GOAT Dan Issel e teve Anthony Davis como seu mais famoso atleta na última década. Já a segunda é a maior campeã da NCAA, com 11 títulos, tem como seu GOAT Lew Alcindor — também conhecido como Kareem Abdul-Jabbar —, e teve Reggie Miller e Russell Westbrook como figuras famosas que jogaram por lá.

Algumas outras menções honrosas para equipes famosas na NCAA serão para Kansas Jayhawks, com 15 idas ao Final Four e 3 títulos, Indiana Hoosiers, com 8 Final Fours e 5 títulos, Louisville Cardinals, com 9 FF’s e 2 títulos, e Michigan State Spartans, com 8 FF’s e 2 títulos.


Transmissão

Há muitos anos no Brasil, a ESPN detém os direitos autorais do March Madness. Atualmente, os jogos passados na TV brasileira são por meio da ESPN 2, alternando narrações em inglês, da própria matriz americana, e em português. No WatchESPN, plataforma on demand da emissora, há ainda mais jogos disponíveis que os que passam na TV.


Fiquem ligados nos horários dos jogos e nas emissoras em que eles serão transmitidos, independente do ano em que você esteja lendo. Cada vez mais, esse torneio tão tradicional para os americanos vai ganhando espaço nos corações dos brasileiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: