A bola laranja que não faz parte do Maio Laranja

Em 1983, Karl Malone, com 20 anos, frequentava a Universidade do Louisiana (EUA) e se envolveu com uma menina de 13 anos. Em um dos atos sexuais, a garota engravidou. Segundo relatos da pré-adolescente em depoimentos, ocorreram três relações sexuais nos três encontros entre a garota e o atleta.

Na primeira vez, ela afirmou que chorou durante todo o ato, mas que Malone disse a ela que era normal, mas que ela se acostumaria depois. Sendo assim, aceitou ir aos outros encontros, pois ele era gentil e fofo com ela.

Ainda segundo os relatos, a jovem menina só entendeu anos mais tarde que teria sido vitima de estupro de vulnerável. Malone já era jogador da NBA quando a denúncia veio a público, e o ex-ala pivô foi intimado a aparecer no tribunal. Ele foi obrigado a fazer um teste de paternidade pela justiça.

Não tendo mais como recorrer, comprovado de fato que era o pai, o juiz obrigou o mesmo a pagar 125 dólares por semana e cobrir todas as despesas médicas, o caso foi encerrado em 1989. Lembrando que a denúncia aberta pelos pais da jovem na época foi por abandono de menor e estupro de vulnerável (segunda ocultada pela mídia e principalmente pela NBA).

O fato é que estou trazendo o resumo desse caso aqui, pois precisamos lembrar que o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes precisa ser feito todo dia. E casos como esse, de um homem que é idolatrado até hoje por milhares de fãs de basquete, precisam ser sempre relembrados, e jamais esquecidos ou normalizados.

O mês de maio aqui no Brasil é conhecido como “Maio Laranja”, por ser o mês de conscientização contra o abuso sexual contra crianças e adolescentes. Lembrem-se sempre: a violência sexual pode ser tanto pelo abuso sexual quanto pela exploração sexual.

Então, se eu posso fazer um pedido para vocês fãs da bola laranja, é: por favor, leve esse amor laranja na luta contra esses crimes. Não passem o famoso “pano” para um cara só porque você gosta do esporte que ele pratica, pois quando você faz isso, você está passando pano para todas as pessoas do mundo que cometem essas barbaridades.

Não sejam irônicos como a maior liga de basquete do mundo, que sobe uma bola laranja para iniciar o jogo e fecha os olhos para quem é criminoso.

Um comentário em “A bola laranja que não faz parte do Maio Laranja

Adicione o seu

  1. A Ana é o exemplo de aluna que gosto de usar nas minhas classes até hoje. O caderno dela de redação e as matérias que produzia na época da escola e tínhamos um jornal, uso como exemplo para as minhas turmas. Ela é incrível como pessoa e como profissional também. Parabéns, beijos da eterna “tia Cida”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: