Naomi Osaka e o seu duelo contra a depressão

Existe um mal difícil de se marcar ou de se pontuar contra, independente da modalidade: a depressão. Ela cresce em qualquer sinal de vulnerabilidade, e o antro dos esportes não passa impune.

Por mais rico e habilidoso que um atleta seja, não são todos que conseguem cuidar do físico e da saúde mental ao mesmo tempo, principalmente quando se está rodeado de holofotes.

Se em um jogo muitos lutam contra as lesões, em casa há aqueles que brigam contra seus vícios, transtornos de ansiedade e, no caso de Naomi Osaka, depressão.

No dia 26 de Maio, a atleta mais bem paga da história do esporte mundial se abriu às redes sociais e decidiu desabafar.

Um manifesto contra a mídia

Osaka anunciou no seu Twitter que não iria atender a nenhuma coletiva de imprensa em Roland Garros. Uma de suas motivações foi por conta da insensibilidade da mídia em abordar assuntos que fizessem os atletas duvidarem de si mesmos, sem nenhuma preocupação pela sua saúde mental.

”[…] Acredito que seja chutar uma pessoa quando ela está caída e eu não consigo entender o motivo disso”, ressaltou a ex-Top 1 sobre o porquê de não querer participar das coletivas de imprensa.

Repercussão e o ultimato de Osaka

”Saúde mental é a coisa mais importante para a WTA e para qualquer pessoa. Temos um time de profissionais e um sistema de apoio para tomar conta da saúde mental de nossas atletas, bem como seu bem-estar […]”

Apesar da declaração da WTA, a instituição não hesitou em multar Naomi Osaka na sua primeira vitória em Roland Garros, quando ela se recusou a ser entrevistada.

Jogadores como Nadal e a ex-tenista Chris Evert não apoiaram a decisão da estrela em não falar com a imprensa, salientando a importância da mídia na vida de um atleta, apesar dos contras. Naomi, cercada de tanta polêmica desde sua decisão, acabou desistindo do Grand Slam.

Por intermédio de outra publicação, ela não só deu seu espairecer a respeito do torneio como esclareceu sobre suas condições mentais.

A japonesa expôs que vinha sofrendo episódios depressivos desde seu primeiro título do US Open em cima da Serena Williams, quando foi vaiada e escorraçada pelo público mesmo saindo vitoriosa.

E ao deixar de ir às coletivas, sua intenção era cuidar da própria saúde mental.

Depois de tanta omissão por parte das organizações, todos os quatro Grand Slams ofereceram apoio e assistência à Naomi, prometendo trabalhar mais firme no bem-estar dos jogadores e melhorar significativamente a experiência em seus torneios.

Segundo os Grand Slams, o objetivo dos campeonatos é criar um palco para que seus atletas alcancem os maiores prêmios no esporte.

Apesar do suporte dos dirigentes do tênis, Naomi seguiu se sentindo despreparada. Ela deixou de ir ao WTA 500 de Berlim e anunciou no dia 17 deste mês que não iria participar de Wimbledon, que começou nessa segunda-feira.

No entanto, a japonesa afirmou que irá voltar à ativa nos Jogos Olímpicos de Tóquio, dedicando seu tempo à família e a sua saúde.

Conscientização sobre a saúde mental

Todo o processo de preservação de Osaka a fez escutar muitas críticas, o que chega a ser irônico, já que foi por isso que tudo começou.

Personalidades como Serena Williams, Lewis Hamilton e Novak Djokovic prestaram solidariedade, e mesmo que isso a ajude a se restabelecer, pode não ajudar o próximo que cair nesse limbo. As pessoas focam tanto em exaltar o setembro amarelo e sua tradição, que se esquecem de abrir os olhos para os meses seguintes.

Não é só Naomi Osaka que entrou numa longa partida contra a depressão. Atletas como DeMar DeRozan e Paul George, ambos da NBA, tiveram seus confrontos contra essa doença.

Mas tome cuidado: uma pessoa ao seu lado pode estar tendo também, mas em silêncio, já que caso se abra antes que chegue setembro, será chamada de fresca, fraca ou imatura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: