LeBron também tem culpa? Uma análise com Kobe Brasil sobre a má fase do Lakers

Com 65 partidas jogadas e apenas 28 vitórias até aqui, não é precipitado dizer a essa altura que a maior decepção da temporada 2021/22 é o Los Angeles Lakers.

Um time com LeBron James e Anthony Davis, que há duas temporadas atrás lideraram a equipe ao título, e que havia apostado na ideia de recrutar peças experientes em Russell Westbrook, Carmelo Anthony, Dwight Howard e outras estrelas para buscar o 18º anel de campeão não conseguiu se encontrar em quadra.

O encaixe de Russell Westbrook com as duas superestrelas do time não funcionou; as lesões de Anthony Davis voltaram a surgir; peças que até temporada passada eram utilizadas como escape em momentos de dificuldade não estão mais em LA, como Alex Caruso, Kentavious Caldwell-Pope e até Kyle Kuzma.

Constantes falhas na montagem do elenco deste Lakers transformaram um time campeão em um time sem química, sem defesa e que teve Malik Monk e o calouro Austin Reeves como seus grandes escapes. Ambos se mostraram bons coadjuvantes ao longo da temporada, mas não podem ser os principais escapes de um time competitivo.

Mas afinal, quem é o grande culpado pela péssima temporada? Sabemos bem que LeBron James tem seu peso nos bastidores para montar seus times. Entretanto, também sabemos que o trabalho de gestão do Los Angeles Lakers também tem tido escolhas questionáveis na última década.

Jeanie Buss, dona da franquia, e Rob Pelinka, General Manager (GM), já sofriam muitas críticas pela forma que conduziam a montagem de elencos mesmo antes da chegada de LeBron a Los Angeles. As críticas são justas, uma vez que, à exceção da temporada 2019/20, em que se sagraram campeões, todas as temporadas dos últimos 10 anos acabaram abaixo do que se esperava.

Para nos ajudar a explicar o que está acontecendo, e entender os verdadeiros culpados dessa história, convidamos o administrador do perfil Kobe Brasil (@BrasilKobe), um dos maiores perfis brasileiros relacionados ao Los Angeles Lakers no Twitter, para fazer algumas perguntas sobre o seu time do coração.

O que explica esse momento ruim do Lakers? Quais foram os principais erros?

Um conjunto de fatores, mas sobretudo pela má formação do elenco. Westbrook não encaixou como era o esperado (pelo GM Rob Pelinka e pelo LeBron), e ainda limitou o espaço na folha salarial para novas contratações. Assim, o Lakers teve que recorrer a vários jogadores que não corresponderam.


Como você definiria a parcela de culpa do LeBron em todo esse processo?

Ele tem a sua parcela, pois ele foi uma das cabeças que ajudaram na montagem desse elenco. Apesar de grande parte ser atribuída ao Pelinka, LeBron sempre foi consultado sobre qual jogador trazer. Portanto, se eu pudesse dividir a culpa, dividiria entre 3 pessoas: Pelinka, Jeanie Buss e LeBron.


Caso a situação continue a mesma até a Trade Deadline do ano que vem, o que acha da possibilidade de trocar LeBron James e/ou Anthony Davis em prol de um futuro melhor?

Acho que a chance disso acontecer é muito baixa. Trocar o LeBron é o atestado de que você não quer ser campeão da NBA, pois você está abrindo mão de um dos melhores jogadores da história. Sobre o AD, só o vejo indo para lugares como Chicago em caso de uma troca, mas por ser bastante identificado com a torcida, acho difícil que seja trocado também.


Caso o LeBron vá embora, como ficará o legado dele no Lakers? Ele ficará marcado como ídolo ou por ter comprometido o futuro da franquia?

Ele já está marcado como um ídolo, pois tirou o Lakers do limbo e conquistou um título no ano em que o Kobe faleceu. Acho que quando você tem o LeBron no time, acaba comprometendo o futuro da franquia, mesmo, já que quem o contrata quer vencer agora, e não no futuro. Portanto, acho natural que tenha comprometido o futuro.

Independente de quem seja a culpa, a situação do Los Angeles Lakers preocupa. A equipe se vê em um presente catastrófico e projeta um futuro mais delicado ainda, uma vez que o time não possui escolhas de Draft e nem bons ativos para troca em busca de uma montagem de time melhor.

Ainda, é válido lembrar que LeBron James já atingiu 37 anos de idade e ainda projeta ir jogar com seu filho Bronny daqui a poucos anos. Dessa forma, a tendência é que ele não fique em LA por muito mais tempo.

Assim, aguardemos os próximos capítulos de um time que tanto o hoje quanto o amanhã são incertos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s