O “13” que nos une: Philadelphia Warriors e Philadelphia 76ers

De Wilt Chamberlain a Julius Erving, o caminho que trouxe a vida a Golden State Warriors Philadelphia 76ers teve um começo

Em 1946, duas franquias de basquete emergiram. Danny Biasone, um imigrante Italiano, enviou um cheque de 5 mil dólares para os escritórios da então National Basketball League (NBL), em Chicago. O time se chamaria Syracuse Nationals, tendo base na cidade de mesmo nome, em Nova York.

Danny Biasone. Foto: Divulgação/Trendsmap

Enquanto isso, no mesmo ano, Peter A.Tyrrell, também detentor do Philadelphia Rockets na Liga Norte, fundou o Philadelphia Warriors, tendo base um antigo time que jogou a American Basketball League (ABL), em 1925. Eddie Gottlieb, um promotor de longa data do basquete na Filadélfia, foi contratado como técnico na primeira edição da BAA, na qual o Warriors foi campeão. A NBA reconhece, desde 1949, esse como o seu primeiro título oficial.

Peter A. Tyrrell ao lado de jogadores do Warriors. Foto: Divulgação/ RetroSeasons

Gottlieb comprou a franquia em 1951 e foi novamente campeão da BAA na temporada seguinte ao título do Syracuse Nationals, ou seja, a temporada 1955-56. Nationals e Warriors dividiam a dominância da liga com Boston Celtics de Bill Russell, o então Saint Louis Hawks de Bob Pettit e Elgin Baylor dos Los Angeles Lakers. Hal Greer e o recém draftado Wilt Chamberlain eram as faces das franquias de Syracuse (que ainda contava com o Ala-pivô Dolph Schayes) e Philadelphia.

Em 1962, Frank Mieuli comprou uma parte majoritária do Warriors, levando a franquia a realocar-se para San Francisco, mudando seu nome para San Francisco Warriors. Uma das cidades que viriam a sediar jogos da franquia seria Okland, de onde hoje, o Warriors demonstra uma enorme identificação.

Frank Mieuli e Nate Thurmond em comemoração ao seu rebote de número 10 mil. Foto: Divulgação/Picture This

No ano seguinte, o Nationals realocou-se para Philadelphia, devido a compra pelos investidores Irv Kosloff e Ike Richman, ocupando a vaga deixada pelos Warriors. Após a eleição pública pelo novo nome do time ser decidida para 76ers, devido a declaração da independência norte-americana ter sido promulgada em 1776 (assim como o nascimento do apelido “Sixers”), a torcida viria a ganhar um presente: uma troca entre Warriors e 76ers levou Wilt Chamberlain por Connie Dierking, Lee Shaffer, Paul Neuman e uma compensação de 150 mil dólares.

Em 1965, devido a decorada após a “Era Chamberlain” em San Francisco, o Warriors draftou Ricky Barry para jogar ao lado de Nate Thurmond. Philadelphia 76ers e Warriors se encontrariam nas finais da liga na temporada 1966-67, dando o primeiro título da nova franquia da Filadélfia, o único de Wilt Chamberlain com a camisa do 76ers.

De resto, a história está sendo contada até hoje. O único estandarte que ambas as franquias compartilham em seus estádios é o número aposentado de Wilt Chamberlain. Antes da era Stephen Curry, o Warriors viria a vencer seu último título em 1975, por outro lado, Philadelphia busca uma nova Era para chamar de sua, após a vitória de Julius Erving e Moses Malone em 1983. No total, ambas as franquias se enfrentaram 357 vezes, sendo 167 vitórias para o Warriors e 190 vitórias para os 76ers.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s