A grandeza do Boston Celtics de 2021-22, que não se resume ao vice

Falar do lado dos vencedores é sempre muito fácil. O Warriors conquistou seu 7º título na história, o 4º na dinastia recente. Mas e os Celtics? Logicamente, a melancolia da derrota nas finais é uma das piores sensações possíveis. A ideia de que faltaram apenas 2 jogos para a glória eterna não deve sair da mente do elenco do Boston tão cedo.

Mas isso não significa também que o time está morto ou largado, longe disso, na verdade, o nível de disciplina e qualidade que os comandados de Ime Udoka apresentaram nesta temporada foi fora de série. Apesar da inconstância nas Finais, Jayson Tatum se mostrou um líder extremamente promissor e um jogador que não possui uma vaidade exacerbada.

Superar equipes como o Brooklyn Nets, o Milwaukee Bucks e o líder do Leste, Miami Heat, não foram missões nada fáceis. No entanto, o time conseguiu executar com maestria, varrendo o Nets com propriedade e mostrando maturidade para vencer Heat e Bucks em 7 jogos em séries extremamente complexas.

Muito do sucesso dos Celtics na temporada foi em decorrência da defesa que a equipe possui, liderando a liga, juntamente do Golden State Warriors em Rating defensivo durante a temporada regular, com apenas 106.9 pontos sofridos em 100 posses. Além disso, seu armador, Marcus Smart foi eleito Jogador Defensivo do Ano e seu pivô, Robert Williams, ficou no 2º Time de Defesa da Liga.

A resiliência também é um grande destaque dos vice-campeões, afinal nem tudo sempre foram flores para o Celtics, que durante o ano de 2021 não estava sequer se classificando aos Playoffs. Com a melhor Campanha em 2022, juntamente com o Dallas Mavericks, conseguiram superar diversas barreiras e chegarem extremamente longe.

De fato, esse foi um ano emocionante e decepcionante para os celtas, mas a tendência é que o time não pare por aí e volte ainda mais forte para a temporada que vem, com mais experiência e com um elenco reforçado.


Este texto faz parte da coluna mensal do projeto Meros Boleiros. Para ler mais textos do MB, clique aqui para conferir textos especiais sobre futebol e basquete.

Curtiu o texto? Aproveite e também siga o Fora no TwitterFacebook e Instagram!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s