Hakeem Olajuwon: A época que a NBA viveu “O Sonho”

De Lagos, na Nigéria, à Universidade de Houston e até os títulos consecutivos da NBA, a carreira e vida de Hakeem Olajuwon é o exemplo de como influenciar o esporte.


Hakeem Abdul Olajuwon nasceu dia 21 de janeiro de 1963, filho de Salim e Abike Olajuwon, donos de um negócio de cimento de Yoruba em Lagos, Nigéria, sendo o terceiro de oito filhos. Em sua juventude, começou como um goleiro de futebol, o que ajudou muito em sua habilidade com os pés e agilidade de balancear sua altura e peso no basquetebol, esporte no qual ele só iria começar a se dedicar no colegial, aos 15 anos de idade.

O caminho até a Universidade de Houston

Quando entrou no Colégio de Professores Muslim em Lagos, para participar de um campeonato local, o então técnico do time pediu que Hakeem tentasse enterrar enquanto estivesse sobre uma cadeira. O desafio iniciou quando Olajuwon tentou se equilibrar sobre a cadeira. Ao tentar sem ela, a equipe técnica afirmava que o pivô era incapaz de enterrar.

Hakeem Olajuwon jogando pelo Houston Cougar. Foto: Divulgação/WholeHogSports

Apesar das dificuldades, Olajuwon conta que seu amor pelo basquete foi algo único, ao ponto de tornar outros esportes “obsoletos”. Na sua imigração da Nigeria para os Estados Unidos, Olajuwon não chamou a atenção logo de início para um possível recrutamento. O interesse partiu de um mero convite para que ele fosse treinar sob a supervisão da equipe técnica, comandada pelo então técnico Guy Lewis.

Em seu ano como novato pelos Cougars, Olajuwon começou como sexto-homem “redshirting” (quando o atleta não está totalmente elegível para competir pela universidade, seja por tempo, questões acadêmicas ou por suspensão). Suas médias foram de 8.3 pontos, 6.2 rebotes e 2.5 bloqueios, tendo 60% de conversão ao redor do perímetro em 18 minutos por jogo.

Após esse ano, Hakeem foi sugestionado pela equipe técnica à treinar com o então múltiplas vezes MVP da NBA, e residente de Houston, Moses Malone, com intuito de melhorar sua capacidade de jogo e adicionar minutos ao seu tempo de quadra. O pivô admitiu que esse período foi essencial para melhorar seu jogo.

Hakeem e Moses Malone em treino. Foto: Divulgação/Twitter

No verão, após seu treinamento com Malone, Hakeem retornou como um jogador completamente diferente. O apelido “The Dream” veio do seu técnico, após uma enterrada aparentemente sem esforço, a qual ele comentou que “parecia um sonho”. Olajuwon jogou pelos Cougars até 1984, tornando-se elegível para o Draft da NBA.

E como a 1ª pick do Draft de 1984, o Houston Rockets escolhe…

Após vencer o título de Jogador do Ano da NCAA na temporada de 1983-84, Hakeeem debateu anteriormente sobre a possibilidade de continuar na Universidade de Houston por mais um ano. Na época, antes do formato de Draft da NBA, as escolhas eram decididas através do “cara ou coroa”, em que Hakeem acreditou e desejou que o Houston Rockets adquirisse tal escolha, afirmando seu desejo de continuar a jogar em Houston.

Hakeem Olajuwon sendo draftado. Foto: Divulgação/Bleacher Report

Como ele foi escolhido na primeira escolha, uma troca pela segunda escolha do Draft, a qual levou Clyde Drexler, ex-companheiro de Cougars, para o Portland Trail Blazers. Hakeem admitiu achar intrigante a possibilidade de jogar com Michael Jordan do seu lado, logo no ano de novato e que o trio formado por ele, Drexler e Jordan mudaria a história da liga para sempre.

Por outro lado, o sucesso do Rockets com a dupla Olajuwon-Sampson foi imediato, refletindo no fator das vitórias, pois, na temporada anterior, foram 29 e, após a inclusão da dupla, foram 53. Já na temporada 1984-85, foi o recorde de 48-34. Em 1985, Hakeem disputou o páreo igualmente com Michael Jordan, pelo título de Novato do Ano, o qual Jordan venceu.

Hakeem Olajuwon e Ralph Sampson. Foto: Divulgação/Getty Images

Na temporada de 1985-86, o Houston Rockets terminou com o recorde de 51-31 vitórias e avançou até as Finais da NBA, vencendo inclusive o então campeão da liga, o Showtime Los Angeles Lakers em 5 jogos na Final de Conferência, porém, caiu para o Boston Celtics em seis jogos na grande decisão

Os títulos consecutivos da NBA e MVP das finais

Após consecutivas temporadas jogando mais de 60 jogos, Hakeem Olajuwon “bateu na trave” diversas vezes na sua busca pelo título da Liga Norte-Americana, caindo para times como Seattle SuperSonics e o Los Angeles Lakers de Kareem Abdul-Jabbar e Magic Johnson. No entanto, essa história viria mudar nas temporadas de 1993-94 e 1994-95.

Na temporada 1993-94, Olajuwon já tinha fama de ser um atleta “clutch”, assim como um dos melhores pivôs da história, muito pela superioridade em quando comparado com atletas contemporâneos como Patrick Ewing, David Robinson e Shaquille O’Neal (que declarou gostar de comparações a jogadores como Olajuwon, em seu começo na NBA).

Hakeem Olajuwon e Patrick Ewing. Foto: Divulgação/Twitter

Nos Playoffs de 1994, o Rockets foi a Final da NBA contra o New York Knicks de Ewing, que foi superado em 7 jogos e deu o primeiro título da liga a Olajuwon, tornando-o o primeiro jogador da história da liga a ganhar os títulos da NBA, de Melhor Jogador Defensivo, de MVP e MVP das Finais no mesmo ano.

Na temporada seguinte, com a aquisição do ex-companheiro de Cougars, Clyde Drexler, Hakeem e o Rockets repetiram o sucesso nas finais, dessa vez sobre o Orlando Magic de Shaquille O’Neal em uma série de 4 jogos, onde Hakeem superou seu adversário estaticamente em todos os jogos da disputa.

Hakeem Olajuwon e Shaquille O’Neal. Foto: Divulgação/Playmaker Brasil

Conquistas e aposentadoria

Hakeem Olajuwon seguiu a carreira até 2002, jogando pelo Toronto Raptors aos 39 anos de idade, completando 17 temporadas ao todo. O pivô é conhecido por pavimentar o caminho para jogadores Africanos na NBA, com alguns nomes como: Joel Embiid, Chimeze Metu, Chuma Okeke e Giannis Antetoukumpo (que assim como Olajuwon, tem dupla nacionalidade, sendo ambos respectivamente: grego-nigeriano e nigeriano-estadunidense).

Hakeem Olajuwon sendo introduzido ao Hall da Fama do Basquete. Foto: Divulgação/NBA

Em sua extensa carreira, Hakeem colecionou os seguintes prêmios e feitos:

  • 2x campeão da NBA;
  • 1x MVP;
  • 2x MVP das Finais;
  • 12x NBA All-Star;
  • 6x All NBA First Team;
  • 3x All NBA Second Team;
  • 2x Melhor Jogador Defensivo da NBA;
  • 5x NBA All Defensive First Team;
  • 4x NBA All-Defensive Second Team;
  • NBA All-Rookie First Team;
  • 2x Líder de Rebotes da NBA;
  • 3x Líder de Bloqueios da NBA;
  • Número 34 aposentado pelo Houston Rockets e Houston Cougars;
  • Medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta de 1996;

Curtiu o texto? Aproveite e também siga o Fora no TwitterFacebook e Instagram!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s