O que esperar de Donovan Mitchell no Cleveland Cavaliers?

Preterido pelo New York Knicks, o Utah Jazz segue o rumo oposto e acerta a troca do ala-armador junto ao Cleveland Cavaliers.


Após a saída do pivô francês Rudy Gobert para o Minnesota Timberwolves, crescia a possibilidade de que a segunda estrela do Jazz, Donovan Mitchell, estaria de saída, aumentando ainda mais a possibilidade de que a equipe de Utah poderia adentrar de vez em uma reconstrução.

Desde a escolha na 13ª posição do Draft da NBA em 2017, pelo Denver Nuggets, e sua troca para Utah, Mitchell tem superado constantemente as expectativas na liga. Em sua temporada de novato, além de ter sido o segundo colocado para o prêmio de Novato do Ano e escolhido ao All-NBA Rookie First Team, o ala-armador se tornou o terceiro novato registrar uma marca acima de 100 pontos em séries de Playoffs na história da NBA, atrás apenas de Kareem Abdul-Jabbar.

E embora Mitchell e Gobert tenham conseguido status de All-Star na liga, houve um descontentamento crescente, não só dos fãs do Utah Jazz, mas entre ambos os jogadores. A equipe treinada pelo então treinador Quin Snyder se viu incapaz de passar as semifinais de Conferência Oeste nas últimas temporadas, sendo o fracasso mais recente contra o Dallas Mavericks de Luka Doncic, em 6 jogos.

Segundo o jornalista Sean O’Connell da rádio SiriusXM, a relação Mitchell-Gobert teria piorado após a queda para a equipe de Dallas e, além disso, o pivô teria dado um ultimato a equipe, ao exigir que escolhessem entre ele ou o ala-armador. Pouco depois, Adrian Wojnarowski da ESPN anunciou a troca com o Minnesota Timberwolves, envolvendo Gobert por Patrick Beverley, Malik Beasley, Leandro Bolmaro, Jarred Vanderbilt, o recém escolhido no Draft de 2022 Walker Kessler e quatro escolhas de primeira rodada de Draft.

O sucesso recente de Danny Ainge no comando do basquete de Utah ainda viria a render a troca de Patrick Beverley para o Los Angeles Lakers por Talen Horton-Tucker, sem envolver mais escolhas de Draft. Ao mesmo tempo, as constantes movimentações do Jazz fizeram com que o New York Knicks demonstrasse interesse em ter Donovan Mitchell em seu plantel.

Shams Charania, do The Athletic, confirmou que a equipe de Nova York não economizaria em esforços para ter o 3x All-Star no elenco, afirmando que o Knicks estaria disposto a colocar RJ Barrett na negociação. Inclusive, Shams afirmou que o Utah Jazz havia recusado uma proposta envolvendo Obi Toppin, Evan Fournier e 5 escolhas de primeira rodada de Draft.

No entanto, no dia 1 de setembro de 2022, Wojnarowski confirmou a troca de Donovan Mitchell junto ao Cleveland Cavaliers, que enviou Lauri Markkanen, Ochai Agbaji, Collin Sexton (que demonstrava o desejo de sair da equipe) e 3 escolhas de primeira rodada. Woj afirma que o Knicks tentou uma última investida oferecendo RJ Barrett, Obi Toppin e Mitchell Robinson, além de 3 escolhas de primeira rodada, que foi recusada.

Donovan Mitchell se junta a Darius Garland e Evan Mobley, formando um trio que somam juntos 60 pontos por jogo, tendo os três jogadores com marcas acima de 60 jogos. Mitchell traz uma eficiência ao redor do perímetro de 53% em 67 jogos durante sua última temporada pelo Jazz, além de uma experiência de 7 séries de Playoffs com uma média de 28 pontos e 4.7 assistências. Com isso, o futuro parece realmente brilhante em Cleveland.


Curtiu o texto? Aproveite e também siga o Fora no TwitterFacebook e Instagram!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s