Realidade paralela? Conheça o Las Vegas Gamblers, time fictício que conquistou a Twitch

As transmissões do Guilherme Beltrão na Twitch têm conquistado cada vez mais fãs e o motivo é um time de basquetebol fictício, e isso se deve a história do ‘Las Vegas Gamblers‘.


O jornalista da TNT Sports, Guilherme Beltrão, tem feito sucesso na Twitch com lives de NBA 2K23. No entanto, as transmissões do streamer chamam atenção por um fator inusitado. Em meio a diversas gameplays do game, as lives de Beltrão narram a trajetória de uma equipe de basquete fictícia.

Isso só é possível por conta do MyEras, modo de jogo que foi lançado exclusivamente para os consoles da última geração (Xbox Series X/S e Play Station 5). A partir disso, o jogador tem a possibilidade de viver a história da liga.

Dividido entre as Eras “Bird vs. Magic”, “Jordan” e “Kobe”, o game da 2K Sports traz a possibilidade de revisitar três fases importantes da liga. Dentro desse contexto, a história avança de acordo com as mudanças históricas da própria NBA, com novas regras, jogadores reais, uniformes e mudanças no estilo do jogo.

Além disso, o visual da gameplay muda ao passo que as décadas avançam, como se a própria transmissão televisiva se modernizasse. Outro detalhe que chama atenção são comentários específicos, que também variam de acordo com as datas.

Graças ao MyEras, Beltrão decidiu apresentar em suas lives uma verdadeira realiza paralela com o Las Vegas Gamblers, equipe criada pelo próprio streamer. Como resultado, mais de 3 mil pessoas acompanham simultaneamente a história do Gamblers rumo aos “dias atuais”.


Entenda a história do Las Vegas Gamblers na NBA (até aqui)

A equipe do Las Vegas Gamblers em partida decisiva da série. Foto: Reprodução da Internet.

Beltrão iniciou o MyEras em 1984, um ano antes do Draft de Michael Jordan. O Gamblers, por sua vez, foi uma das duas equipes de expansão, juntamente com o Saint Louis Spirt – outro time fictício.

Naturalmente, os primeiros anos da franquia foram de adaptação. Contudo, já no Draft de 1984, a equipe de Nevada pode escolher John Stockton na terceira escolha geral do Draft.

Anos depois, em 1986, a equipe de Beltrão selecionou o pivô Brad Daugherty, que formou uma dupla histórica com o Stockton – sendo o “Karl Malone” dessa realidade.

Também é válido destacar que o streamer optou por apenas acompanhar os desdobramentos da simulação, sem interferir nas negociações, escolhas de Draft e gameplay.

Pouco a pouco o time de Las Vegas passou a colecionar recordes positivos e participações nos Playoffs entre o final dos anos 80 e começo dos anos 90.

Por outro lado, na temporada de 1988-89, a torcida – que marca presença nas arquibancadas da Twitch – amargou o primeiro título do rival Spirit que, comandado por Hakeem Olajuwon, derrotou o Utah Jazz nas Finais.

Sendo assim, a pressão por um título só aumentou até que, graças as chegadas de Hot Rod Williams e Cedric Ceballos, o Las Vegas Gamblers alcançou o seu maior feito.

Dono de umas das melhores campanhas da Conferência Oeste, a equipe passou por duas séries de 7 jogos – com direito a um “Buzzer Beater” de Hot Rod Williams no duelo decisivo contra o Minnesota Timberwolves nas Semifinais – o time de Stockton, Daugherty e companhia chegou a tão sonhada final.

Todavia, o adversário foi justamente o Philadelphia 76ers de Shaquille O’Neal, que registrou a melhor campanha da história da temporada regular nesta realidade. E apesar de jogos disputados, o Gamblers saiu derrotado em 5 jogos.

Após o vice, Ceballos saiu da franquia e, posteriormente, o herói da torcida Hot Rod Williams. Stockton e Daugherty seguiram até o começo dos anos 2000, porém, em declínio físico e técnico.

Restou ao Gamblers iniciar o processo de “tank”. Com trocas envolvendo escolhas e campanhas negativas, em 2003 outro importante capítulo da franquia aconteceu. Na primeira escolha geral, o Las Vegas Gamblers selecionou LeBron James.


Principais mudanças históricas da liga na simulação

Brad Daugherty, um dos principais ícones do Las Vegas Gamblers. Foto: Reprodução da Internet

Como podemos notar, a existência do Gamblers e Spirt mudaram o panorama da liga. E durante a simulação, outras mudanças históricas – e inusitadas – chamaram atenção de Beltrão e seu público. A mais notável delas é a carreira de Michael Jordan.

A lenda do Chicago Bulls foi escolhida pelo Houston Rockets na primeira escolha do Draft de 1984. Entretanto, suas conquistas não se repetiram nesta realidade paralela. O camisa 23 passou boa parte da carreira em Houston e teve boas equipes.

Mas ao contrário de todas as expectativas, Jordan encerrou a carreira sem nenhum anel e apenas um MVP. Em relação aos títulos, não houve nenhuma dinastia ou franquia dominante.

Com diversos campeões distintos, houve uma leve dominância do Los Angeles Lakers e Denver Nuggets – com conquistas pontuais, sem qualquer dinastia. E evidentemente, muitos jogadores foram escolhidos por equipes diferentes.

Kobe Bryant e Dirk Nowitzki formaram dupla no Detroit Pistons, Steve Nash liderou o Memphis Grizzlies para um improvável campeonato no primeiro ano da franquia, Tim Duncan se tornou ídolo no Lakers e Shaquille O’Neal rodou por algumas equipes.

Quanto ao Gamblers, a principal mudança histórica está na trajetória de Brad Daugherty. Na vida real o pivô teve uma curta carreira encerrada por problemas recorrentes nas costas em 1994.

Em outras palavras, Daugherty se despediu das quadras aos 28 anos e, na simulação, sua carreira se estendeu até o ano de 2006. Em 19 temporadas, sendo 18 pelo Gamblers, o pivô marcou época e, não à toa, entrou para o Hall da Fama e teve sua camisa aposentada em Las Vegas.


“Presente” e as expectativas para o “futuro” da simulação

A temporada 2005-06 foi a última simulada por Guilherme Beltrão – até o momento em que esta matéria é escrita. LeBron James bateu na trave e perdeu as Semifinais de Conferência para o Lakers por 1 ponto no Jogo 7. Este foi o episódio de número 6 da série, que está disponível no YouTube.

O novo astro do Gamblers, LeBron James. Foto: Reprodução da Internet

Liderados por um imparável Tim Duncan e Mike Bibby, o time da Califórnia é o atual campeão da liga, o que mostra o potencial do Gamblers enquanto contender. Ainda assim, para alçar voos maiores, algumas carências deverão ser sanadas, como o garrafão da equipe – Wang Zhizhi é o titular na posição.

E como Beltrão só irá controlar a franquia quando o jogo chegar ao ano de 2022, restará torcer para que as ações automáticas do jogo dêem uma “ajuda” ao Gamblers. Será que o time será campeão antes disso? Façam suas apostas.

* Atualização: Na madrugada da última sexta-feira (15), Guilherme Beltrão decidiu fazer uma live surpresa. O texto já estava pronto, mas essa informação não poderia ficar de fora da matéria: de forma dramática, o Las Vegas Gamblers foi campeão da NBA contra o Miami Heat no Jogo 7 – para a alegria de Guilherme Beltrão e mais de 5 mil espectadores.


Curtiu o texto? Aproveite e também siga o Fora no TwitterFacebook e Instagram!

2 comentários em “Realidade paralela? Conheça o Las Vegas Gamblers, time fictício que conquistou a Twitch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s