Pelé foi Rei até mesmo quando jogou como goleiro

Além dos mil gols, Pelé também colecionou defesas em amistosos e jogos oficiais ao longo de sua carreira.

Na tarde desta quinta-feira (29), Edson Arantes do Nascimento – o Rei Pelé – faleceu aos 82 anos. O eterno camisa 10 do Santos e da seleção brasileira dispensa apresentações.

Considerado por inúmeros jogadores, técnicos e jornalistas como o maior jogador da história do futebol, o atleta de Três Corações (MG) mobilizou o planeta por cerca de oito décadas.

Dono de incontáveis títulos, recordes e, sobretudo, histórias, a vida e carreira de Pelé se destaca de qualquer outra figura esportiva. Não à toa, esta matéria irá resgatar um fato inusitado do Rei do Futebol.

Embora tenha atuado como atacante em boa parte de sua trajetória no futebol, Pelé era extremamente versátil tecnicamente, e chamava a atenção pelo físico a frente de seu tempo.

Contudo, em quatro oportunidades o craque precisou ir além das expectativas e defender a meta do Santos. Na primeira ocasião, em 1959, Pelé teve que substituir o goleiro Lalá, que se contundiu aos 19 minutos do segundo tempo.

O atacante deu conta do recado, e não levou nenhum gol. Como resultado, o Santos venceu o Comercial por 4 a 2 em jogo válido pelo Paulistão. Porém, essa foi só a primeira vez que Pelé trocou os pés pelas mãos.

Até porque, no dia 4 de novembro de 1964, em partida válida pela semifinal da Taça Brasil diante do Grêmio, o goleiro Gylmar foi expulso aos 41 minutos da segunda etapa.

A partida era acirrada. 4 a 3 para o Santos, com três gols do Rei Pelé. Todavia, tão importante quanto os gols foram – acredite – as defesas do camisa 10 na reta final da partida.

Novamente, Pelé não sofreu gols e, além disso, realizou duas defesas que garantiram a classificação do Santos para a final do Campeonato Brasileiro da época.

Anos depois, em dois amistosos contra o Botafogo da Paraíba (3 a 0) no ano de 1969, e diante do Baltimore Bays (4 a 0) em 1973, Pelé usou as luvas e “encerrou” sua carreira como goleiro invicto – e sem sofrer um único gol.

Esta é uma pequena amostra do que foi Pelé – o maior atleta que o futebol mundial já viu. Nenhuma tarefa era impossível para ele que é, merecidamente, um sinônimo de excelência no esporte.

Curtiu o texto? Aproveite e também siga o Fora no TwitterFacebook e Instagram!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s